No dia 24 de outubro o Siquirj completou 72 anos de fundação.
Em 1946, o então Ministério do Trabalho reconheceu a constituição do Sindicato da Indústria de Produtos Químicos para Fins Industriais do Estado do Rio de Janeiro – Siquirj.
Como primeira medida importante, o Siquirj pediu sua filiação junto a Federação das Indústrias do Distrito Federal, hoje Firjan.
Ao longo da trajetória do Siquirj, vale destacar a participação de vários de seus diretores presidindo outras entidades, como Zulfo de Freitas Mallmann (Presidente da Confederação Nacional da Indústria – CNI) e Eduardo Eugenio Gouvêa Vieira (atual Presidente da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro – Firjan), além de outros importantes empresários que compõem e compuseram a diretoria da Firjan.
Com o apoio de empresas associadas, o Siquirj pode adquirir uma sede própria, inaugurada em 2001, com isso proporcionando um assessoramento com maior eficiência às empresas, com salas para encontros de negócios e toda infraestrutura administrativa.
A atuação do Siquirj foi sempre voltada para a defesa dos interesses do setor químico do estado do Rio de Janeiro, com expressiva atuação em diversos órgãos governamentais, Casas Legislativas e entidades ligadas ao setor químico.
O Siquirj priorizou sempre um bom entendimento com os sindicatos da classe trabalhadora, estabelecendo diálogos sinceros e objetivos para a celebração de Convenções Coletivas de Trabalho e negociações com as empresas.
Almejando prestar a melhor assessoria empresarial, promove palestras, cursos, seminários, encontros empresariais com autoridades e com especialistas na área econômica, trabalhista, fiscal, meio ambiente, etc.
Portanto, o Siquirj tem fundamental importância na representação das empresas no cenário estadual, sendo o elo de comunicação entre o setor e os diversos segmentos da sociedade.
O Siquirj é um parceiro estratégico para enfrentar os desafios que o mundo dos negócios impõe ao empresário.
Em virtude da reforma trabalhista, torna-se importante o fortalecimento das entidades sindicais patronais, na defesa e representação do direito coletivo, porque conhecedores dos problemas do seu segmento, conseguem interferir para melhorar as condições de funcionamento das empresas.
Atualmente, o Siquirj busca ideias para suprir o sério problema das suas receitas, que poderá comprometer o suporte prestado às empresas.
O Siquirj precisa continuar atuando na defesa do segmento empresarial!
Participe e apoie o Siquirj.