Há duas semanas o Congresso deu uma importante contribuição para o aumento da competitividade do setor empresarial, aprovando a derrubada do adicional de 10% do FGTS. Para garantir esta vitória, o projeto precisa ser sancionado pela presidente Dilma Rousseff. Sugerimos, assim, que sejam enviadas mensagens à ministra Gleisi Hoffmann, manifestando o anseio do setor empresarial pela sanção presidencial, sem vetos, do PLP 200/2012.

A título de sugestão, encaminhamos o texto abaixo, que pode ser encaminhado aos e-mails: casacivil@presidencia.gov.br ou agendacasacivil@presidencia.gov.br.




“Prezada Ministra,

A cobrança da multa adicional de 10% sobre o FGTS não mais se justifica, uma vez que seu objetivo já foi atingido. Sua manutenção e transformação em contribuição permanente representará aumento da já elevada carga de impostos sobre o setor empresarial. A presidente da República pode aliviar o ônus sobre as empresas, sancionando, sem vetos, o PLP 200/2012 do Senado Federal.

Atenciosamente,”