No último dia 13 de fevereiro, o SIQUIRJ recebeu o economista Guilherme Mercês, Gerente de Economia e Estatística do Sistema FIRJAN. O senhor Presidente, Isaac Plachta, iniciou o evento agradecendo a presença de todos e externou a satisfação em receber o ilustre palestrante, salientando a importância da apresentação em proporcionar ao setor químico um panorama mais preciso das perspectivas para o ano corrente.

Guilherme Mercês agradeceu o convite e deu início a sua apresentação explicando que 2014 deverá ser um ano conturbado. Começou ilustrando o panorama mundial, com os Estados Unidos mostrando sinais claros de recuperação, impulsionados, especialmente, pelo shale gas.

Comentou a recuperação dos países da Zona do Euro e também sinalizou o aumento gradual do custo de trabalho na China, uma mudança social que só terá resultados na competitividade do país a longo prazo. Fazendo uma conjectura, sugeriu que a tendência mundial, nos próximos anos, será de aumento do crescimento com consequente aumento dos juros, acompanhado de uma valorização do dólar.

Prosseguindo sua análise do cenário, Mercês expôs a realidade nacional indicando que o país se insere em um contexto de PIB baixo, inflação elevada, contas públicas deterioradas e déficit externo elevado. Comprovou a desaceleração do mercado de trabalho no país, mostrando que, em 2013, o Brasil teve menos empregos gerados do que na crise de 2009. Com relação a atividade industrial, explicou que, apesar do crescimento baixo, a produção começou a crescer acima das horas trabalhadas e que o mercado de trabalho está saturado, sendo o melhor caminho para retomada do crescimento os investimentos. Informou que, no final de 2013, com o volume de exportações estagnado e o aumento do número de importações, a balança comercial alcançou o saldo zero.

Deu continuidade à apresentação explicando o desenvolvimento da pesquisa de indicadores industriais realizada pela FIRJAN, que tem como objetivo nortear e posicionar a indústria fluminense, através de uma aproximação com as empresas, via sindicatos.

A pesquisa consiste em relatórios mensais, gratuitos, que são elaborados com base em um questionário de sete perguntas respondido pelas empresas. Frisou que as informações cedidas terão caráter sigiloso, protegido mediante a assinatura de um termo de compromisso entre o Sistema FIRJAN e a empresa, e garantindo que os dados sejam tratados e divulgados de forma agregada.