A Confederação Nacional da Indústria (CNI) lançou na manhã do dia 24 de outubro, no Rio de Janeiro, o Projeto CNI Sustentabilidade – um ciclo de debates que ocorrerá uma vez por ano e discutirá o uso racional e a conservação dos recursos naturais. Neste ano, o tema da primeira edição do CNI Sustentabilidade é Água: oportunidades e desafios para o desenvolvimento do Brasil. Com a iniciativa, a indústria renova o compromisso com o governo e com a sociedade de trabalhar em conjunto pelo crescimento econômico do Brasil, pela inclusão social produtiva e conservação dos recursos naturais.

 

Embora o setor já faça uso eficiente da água, a CNI defende a adoção de práticas de gerenciamento racional em todas as cadeias produtivas, como estratégia para redução dos custos de produção e de conservação do ambiente. Com objetivo de ajudar as empresas, a CNI traduziu para o português uma ferramenta gratuita de gerenciamento de água, desenvolvida nos Estados Unidos em 2011 e usada pelas 200 maiores multinacionais.

 

Trata-se da Aqua Gauge, que ajuda as empresas na avaliação, gestão de riscos hídricos e promoção de práticas sustentáveis.
Além disso, a ferramenta permite o monitoramento setorial do uso da água e serve como referência a investidores interessados em aplicar recursos em empresas que gerenciam riscos e oportunidades associados ao uso da água. O manual está disponível na página do CNI Sustentabilidade, no Portal da Indústria.
O presidente da Agência Nacional de Águas, Vicente Andreu Guillo, reconheceu a participação positiva da indústria. “O setor industrial é o setor usuário que mais avançou no uso racional da água. Sabemos que precisamos avançar e criar mecanismos que deem segurança hídrica ao país”, disse Guillo.
Participaram, ainda, do evento, Isaac Plachta, presidente do SIQUIRJ, representando o presidente da FIRJAN, e especialistas internacionais em recursos hídricos, como Anders Berntell, diretor executivo do 2030 Water Resources Group, Kathleen Dominique, economista ambiental do Programa de Água da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), Benedito Braga, presidente do Conselho Mundial de Água (WWC) e Nikhil Chandavaskar, da divisão de Desenvolvimento Sustentável do Departamento de Assuntos Econômicos e Sociais da Organização das Nações Unidas (ONU).
Fonte: CNI